TRADUTOR

Criação De Sites, Criamos E Atualizamos, Apenas Mensalidades

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Professora é presa após bater carro e arrastar moto por 2km em Natal; veja.

Após a colisão, professora continuou dirigindo e arrastou a moto por quase dois quilômetros (Foto: PM/Divulgação)

Acidente aconteceu na noite da quarta-feira (7) na Zona Leste da cidade. Motociclista pulou após a batida e não se machucou. Uma professora de 35 anos se envolveu em um acidente a típico na noite desta quarta-feira (7) na Zona Leste de Natal

(VEJA FOTOS, VÍDEO E +)Após colidir o carro em que estava em uma motocicleta, ela continuou dirigindo e a arrastou por quase dois quilômetros. O condutor da moto, que saltou do veículo no momento da batida, sofreu apenas arranhões.

vídeo acima foi gravado pelo celular de um homem que acompanhou a motorista enquanto ela arrastava a moto pela Av. Hermes da Fonseca, uma das mais movimentadas da cidade. A filmagem mostra parte do trajeto que a mulher percorreu até parar o carro em um posto de combustíveis. No caminho, ela ainda cruza um sinal vermelho e roda um bom tempo sobre uma faixa exclusiva para ônibus. A gravação, que tem mais de 2 minutos, já começa com o carro em movimento.A mulher foi autuada por embriaguez ao volante, resistência à prisão e desacato. Está presa, e aguarda uma audiência de custódia para saber se continua detida ou se espera o desenrolar do processo em liberdade.
O caso foi parar na delegacia. Segundo o policial civil Fávio Soares, da Delegacia de Plantão da Zona Sul, há relatos de que a batida aconteceu na Av. Alexandrino de Alencar, nas proximidades do antigo Hotel Tirol, de onde a professora seguiu com a moto enganchada na frente do carro. Do ponto da colisão até o posto, que fica na Av. Hermes da Fonseca, são quase dois quilômetros de distância.
A mulher se recusou a fazer o teste de bafômetro, mas foi autuada por apresentar sinais claros de embriaguez. Além disso, também foi autuada por resistência à prisão e desacato. O policial disse que parentes da professora foram à delegacia e relataram que ela tem problemas psiquiátricos, depressão e toma remédio controlado.
FONTE: Anderson Barbosa- G1RN

Após a colisão, professora continuou dirigindo e arrastou a moto por quase dois quilômetros (Foto: PM/Divulgação)Após a colisão, professora continuou dirigindo e arrastou a moto por quase dois quilômetros (Foto: PM/Divulgação)
FONTE: 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...