TRADUTOR

Criação De Sites, Criamos E Atualizamos, Apenas Mensalidades

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Alunos denunciam prática de 'sexo em grupo', dentro de escola.

Os próprios alunos da escola denunciaram o uso de drogas e prática de orgias no localAlunos afirmaram que dentro da escola é comum os alunos usarem drogas e ocorrem abusos sexuais. Os alunos da #Escola Secundária Josina Machel, de Maputo no Moçambique, fizeram, recentemente, graves denúncias contra a instituição de ensino, dizendo que, dentro de suas dependências, ocorrem orgias e uso de drogas entre os estudantes.(VEJA +) Em entrevista ao jornal Folha de Maputdo, os alunos disseram que não é novidade entre os estudantes a prática de orgias - sexo em grupo -, estupros e, até mesmo, uso de drogas dentro da instituição. Contaram ainda, que é comum os meninos colocarem, no refrigerante das meninas, substâncias alucinógenas, e até mesmo o uso deálcool para embriagá-las a fim de praticar o ato sexual.


















Uma estudante de apenas 16 anos contou ao jornal, sob a condição de anonimato, que, recorrentemente, ocorre entre os alunos casos de #Estupro em grupo, mas, devido ao medo de denunciá-los, as vítimas preferem manter o silêncio. Ela contou que alguns de seus colegas levam bebidas alcoólicas como a caipirinha para embebedarem as estudantes, onde aproveitam para tirar fotos delas bêbadas.
Disse ainda que, recentemente, uma aluna foi estuprada dentro de um armazém onde ficam guardadas as carteiras estragadas, e que os demais alunos souberam do ocorrido, mas preferiram ficar em silêncio, com medo de retaliação.

Os estudantes relataram ainda a maneira que as drogas entram dentro do recinto escolar. Segundo eles, ao redor da escola ficam algumas pessoas de bicicleta e skate, que vendem as drogas para alguns estudantes que acabam levando-as para dentro do prédio.
"Na nossa escola é proibida a entrada de pessoas estranhas", conta uma estudante que afirmou que já viu alguns de seus colegas comprarem drogas e levarem para dentro da escola.
Para solucionar esse problema, os estudantes acreditam que deve ser colocada vigilância permanente no recinto escolar, além de terem palestras sobre o assunto. Mas lamentam que a escola fica perto de alguns estabelecimentos identificados como "Barracas de Museu", onde os estudantes preferem abandonar as aulas para se embriagarem.

Escola perigosa

Nos últimos dias, a imprensa de Moçambique tem feito diversas reportagens onde mostra os bárbaros acontecimentos que ocorrem dentro da Escola Secundária Josina Machel.
Recentemente, um aluno esfaqueou o outro dentro da instituição e um outro foi agredido no local. Provavelmente, as ameaças são um dos motivos que levam as vítimas de abuso sexual a não denunciarem os crimes.
FONTE: blastingnews.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...