TRADUTOR

Criação De Sites, Criamos E Atualizamos, Apenas Mensalidades

sábado, 23 de abril de 2016

MODELO VENCE LEUCEMIA, EMAGRECE 52KG E VIRA MUSA FITNESS.

Modelo diz que malha cerca de 1h30m por dia
Quando completou 15 anos, Anna Cecília Barbosa, hoje com 27, nem imaginava que, meses depois, enfrentaria o maior desafio de sua vida: vencer a leucemia (câncer na medula óssea). (VEJA O CASO, FOTOS E +)

Anna Cecília Barbosa, ainda na adolescência, durante io tratamento contra a leucemiaForam três anos de tratamento, tempo durante o qual viu os cabelos caírem e chegou a pesar 120kg. Apesar da cura, a moça entrou em depressão e, só após dois anos, deu a volta por cima, com uma transformação radical. Hoje, com 68kg, a bela é modelo fitness e se apresenta em eventos de musculação, exibindo o belo corpo e contando a sua história de luta e superação.
Anna costuma visitar pacientes no IncaOlho para trás e posso ver o quanto sou vencedora. Não foi nada fácil. Era uma menina cheia de sonhos e veio o baque. Lembro que passei a comer muito por causa dos remédios que eu tomava e que me deixavam faminta. Quando o tratamento acabou, eu estava muito obesa — lembra a modelo.Modelo diz que malha cerca de 1h30m por dia Foto: Fabio Guimaraes / Extra
Anna faz participações em eventos fitnessA virada na vida de Anna, que é moradora de Alcântara, em São Gonçalo, surgiu por vontade própria:
Eu me olhava no espelho e não me reconhecia. Ficava arrasada com o meu corpo. Resolvi procurar uma profissional para ajustar minha alimentação e, dois anos depois, já com 20 anos, passei a frequentar uma academia. Anna Cecília Barbosa, ainda na adolescência, durante io tratamento contra a leucemia Foto: arquivo pessoalDepois de umtempo malhando e já colhendo os frutos da batalha contra o sobrepeso, uma empresa de suplementação se encantou com a história da gonçalense e a convidou para se tornar garota-propaganda da marca em eventos fitness.
Minha última participação foi no Arnold Classic Brasil, que é o maior evento multiesportivo do mundo. Aconteceu no início deste mês, na Barra (Zona Oeste do Rio) — conta a jovem: — Não fui para competir, mas passei a amar esse universo.
Anna costuma visitar pacientes no Inca Foto: Fabio Guimaraes / Extra
Agora, além de marcar presença em eventos, a musa sonha contar a sua trajetória de vida para outras pessoas que também enfrentaram e ainda têm câncer:
— Sempre eu que posso, vou ao Inca (Instituto Nacional do Câncer) para dar uma força aos pacientes. Só quem já passou por isso sabe o quanto é difícil.
FONTE: EXTRA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...