TRADUTOR

Criação De Sites, Criamos E Atualizamos, Apenas Mensalidades

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Pai e filho, policiais civis são mortos em assalto na Zona Norte de Natal.

Pai e filho, Geraldo de Sousa e Alirio Cavalieri Nobre de Sousa teriam reagido ao assalto (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Crime aconteceu na noite deste domingo (22) na Redinha. Um criminoso também morreu e três adolescentes foram apreendidos. Pai e filho, dois policiais civis foram mortos durante um assalto na noite deste domingo (22) no bairro da Redinha, na Zona Norte de Natal. (VEJA FOTOS E +)


Segundo a Polícia Militar, eles estavam em uma festa quando criminosos armados invadiram a casa. Um dos criminosos foi baleado e morreu no local. Suspeitos, três adolescentes foram presos após o crime.

De acordo com a PM, os policiais foram identificados como Geraldo de Sousa, que já estava aposentado, e o filho dele, Alirio Cavalieri Nobre de Sousa, que trabalhava na Delegacia de Polícia Civil da cidade de Campo Grande, na região Oeste do estado. Os dois teriam reagido. Geraldo morreu no local. Alirio ainda foi socorrido, mas faleceu a caminho do hospital.
A Polícia Civil informou que os adolescentes apreendidos são duas jovens e um rapaz.
Abaixo, leia a íntegra da nota Sindicato lamenta
Em nota, o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN (SINPOL-RN) lamentou a morte dos policiais e cobrou uma resposta imediata da Secretaria de Segurança Pública.

O SINPOL-RN vem a público lamentar profundamente a morte de dois Agentes da Polícia Civil e, principalmente, de dois cidadãos de bem. O APC Geraldo de Sousa, que já estava aposentado, e o seu filho Alirio Cavalieri Nobre de Sousa foram mais duas vítimas da insegurança que tomou conta do Rio Grande do Norte e que tem aterrorizado a população diariamente.
Os dois tiveram um momento de harmonia familiar transformado em uma tragédia. Neste momento de imenso sofrimento aos familiares dos dois policiais, o SINPOL-RN se solidariza e chora junto essa dor, pois essa é uma dor do Sindicato, da Polícia Civil e de toda a sociedade potiguar.
Além disso, o SINPOL-RN ressalta que não medirá esforços para auxiliar a família, com toda sua diretoria à disposição.
Na frente da Delegacia de Plantão da Zona Norte, clima foi de muita comoção durante toda a madrugada (Foto: Divulgação/Polícia Militar)"O Sindicato cobra ainda dos gestores da Polícia Civil e da Secretaria Estadual de Segurança Pública uma resposta imediata para essa onda de violência. Os operadores da Segurança Pública deste Estado estão sendo alvo dos bandidos quase que todos os dias, seja policiais militares, policiais civis, agentes penitenciários. Todas essas categorias têm sofrido atentados ou perdido seus profissionais por culpa da ingerência e falência completa do Sistema de Segurança como um todo. Está na hora disso tudo acabar. Não podemos mais perder vidas, seja de operadores da segurança ou da sociedade civil", afirma Paulo César de Macedo, presidente do SINPOL-RN.
FONTE: G1RN
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...