TRADUTOR

Criação De Sites, Criamos E Atualizamos, Apenas Mensalidades

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

'Foi tipo um terremoto', disse sobrevivente da explosão no Rio


Ironildo Soares de Araújo ajudou a retirar moradores.Pelo menos oito pessoas ficaram feridas.Um morador da vila de casas no fundo dos imóveis destruídos após a explosão no bairro de São Cristóvão na manhã desta segunda-feira (19) falou em entrevista ao Bom Dia Rio sobre os momentos de tensão dos desabamentos. Segundo ele, a explosão pareceu um terremoto.

"Foi um momento de terror. Muita tensão, muita gente pedindo socorro, muita gente gritando. Muita fumaça. A coisa realmente foi muito feia. Foi um abalo muito grande, começou a cair tudo", contou Ironildo Soares de Araújo, que morava com três amigos num quarto na vila.
Do G1 Rio

"Foi tipo um terremoto. Foi da rua para dentro [da vila]. Foi um barulho muito forte, tudo caindo em cima da gente. Não sobrou quase nada", acrescentou o morador, que contou que ajudou a tirar "na unha" vizinhos que tinham ficado soterrados. 
"Tem muita gente boa aí dentro. Estamos pedindo a Deus que saia todo mundo bem", acrescentou.
Defesa Civil procura vítimas com cães farejadores (Foto: Fernanda Rouvenat/G1)Defesa Civil procura vítimas com cães farejadores(Foto: Fernanda Rouvenat/G1)
A forte explosão no bairro de São Cristóvão, Zona Norte do Rio de Janeiro, destruiu ao  menos 40 imóveis comerciais e residenciais na madrugada desta segunda-feira (19), informou a unidade de Benfica do Corpo de Bombeiros.
 
SÃO CRISTÓVÃO
Explosão atinge 40 imóveis
Bombeiros informaram que ao menos oito feridos foram retirados dos escombros - as primeiras informações davam conta de sete feridos. Sete deles foram encaminhados para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, onde duas pessoas chegaram desacordadas e duas com ferimentos leves.
Entre as vítimas há uma criança. Por volta das 10h, cinco feridos já haviam sido liberados.
A Prefeitura investiga se a explosão foi causada por algum botijão de gás irregular em local fechado. Ainda de acordo com a Prefeitura, os imóveis que explodiram não eram ligados à rede de gás. 
Segundo Ana Keila Magalhães, dona do restaurante e de uma pensão que foram atingidos pela explosão, na pizzaria que fica ao lado, que também explodiu, havia um depósito de botijões de gás. De acordo com a comerciante, mais de 60 unidades teriam sido carregados neste fim de semana. O subsecretário de Defesa Civil, Márcio Motta, confirmou que o proprietário da pizzaria armazenou gás em granel nos fundos do estabelecimento. Uma das vítimas que estava na quitinete que desabou era a mulher do secretário.
Segundo um morador de uma vila que fica no fundo dos imóveis destruídos, o susto na hora foi muito grande e as pessoas ficaram apavoradas e muita gente pedia socorro.
“Foi um momento de terror, muita tensão, muita gente pedindo socorro, muita gente gritando, muita fumaça, a coisa realmente foi muita feia. Começou a cair tudo, foro, depois começou a cair tudo. A sorte é que a nossa não começou a cair de hora, mas a tensão primeiro foi sair lá de dentro. Foi tipo terremoto, tipo terremoto. A filha do João pedindo socorro, pois a parede do quarto caiu em cima dele e da esposa. Pessoal foi tirado a unha mesmo", afirmou Ironildo Soares de Araújo, que diz ter perdido quase tudo na explosão, mas afirmou estar aliviado por ter sobrevivido.
Imagem mostra local antes e depois da explosão em São Cristóvão (Foto: Google Street View e Reprodução/TV Globo)Imagem mostra local antes e depois da explosão em São Cristóvão (Foto: Google Street View e Reprodução/TV Globo)

Os bombeiros procuram por possíveis vítimas soterradas nas ruinas, trabalhando com máquinas pesadas, retroescavadeiras e serras elétricas. Devido à forte explosão, o estrondo foi ouvido a quilômetros de distância.
A maioria dos imóveis vizinhos foram atingidos em função do forte deslocamento de ar. Portas foram arrancadas, janelas quebradas e destroços foram arremessados a uma grande distância. Apartamentos em edifícios que ficam a cerca de 400 metros de distância dos imóveis que explodiram, ficaram com as janelas quebradas. Segundo pessoas que estão no local da explosão, o cheiro de gás está muito forte.
Imagem da destruição após explosão na Zona Norte do Rio (Foto: Reprodução / TV Globo)Imagem da destruição após explosão na Zona Norte do Rio (Foto: Reprodução / TV Globo)
No local funcionariam dois restaurantes e uma farmácia. Esses estabelecimentos estariam totalmente destruídos. Há grandes danos ainda em outros 20 imóveis em uma vila anexa à área comercial.
Segundo bombeiros, a explosão considerada forte ocorreu por volta de 3h e foi ouvida no quartel a 2 km de distância. A força do deslocamento de ar chegou a quebrar vidros de muitos imóveis vizinhos.
A maior parte dos imóveis atingidos fica na Rua São Luiz Gonzaga, onde há pedaços de concreto, entulho e muito vidro espalhados pela via.
Bombeiros procuram por vítimas soterradas  (Foto: Reprodução / TV Globo)Bombeiros procuram por vítimas soterradas (Foto: Reprodução / TV Globo)
Ainda não há informações oficiais sobre as causas da explosão, mas bombeiros suspeitam de vazamento de gás como causa. Há focos de incêndio e fumaça na área destruída.
A explosão levou centenas de moradores da região a deixarem seus imóveis, com medo de novas explosões ou desabamentos.
Interdição
O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que interditou trecho da Rua São Luiz Gonzaga, entre o Campo de São Cristóvão e o Largo da Cancela, para o trabalho dos bombeiros. Há interdição também na Avenida do Exército, entre a Rua João Ricardo e o Campo de São Cristóvão. Há desvios e agentes de trânsito orientando motoristas na região.
Rua São Luiz Gonzaga se transformou em uma área de entulho, vidros e pedaços de concreto (Foto: Reprodução / TV Globo)Rua São Luiz Gonzaga se transformou em uma área de entulho, vidros e pedaços de concreto (Foto: Reprodução / TV Globo)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...